sábado, 26 de junho de 2010

É tão fácil cair do abismo.

Ou até mesmo ficar escondido em um buraco.

Basta... um... passo...

Difícil é permanecer ofegante no chão esparando por uma corda comprida o suficiente.

Finjo não esperar que me busquem e saio andando.













Mas era tudo o que eu queria.

Um comentário:

JL disse...

E tem aquela história da menina que foi andando porque cansou de fingir, e deixou plantado o cara que a foi buscar.