quinta-feira, 15 de julho de 2010

Chega!

Não precisamos mais de poesia.

Um comentário:

JL disse...

Não precisamos de mais poesia.