terça-feira, 18 de outubro de 2011

Veja bem, meu bem,
Eu não quero parecer ridiculo,
Mas a verdade é que estou cheio de clichês,
Não digo de saco cheio,
Digo que é só no que consigo pensar agora,
Meu bem, ah se você soubesse...
E parece que não sabe,
Não tenho bem certeza,
Que todos esses clichês na minha cabeça
Nem me fazem sentir vergonha.
Que horror! Você diria,
e com razão.
Sejamos honestos aqui,
É a droga da paixão.

Nenhum comentário: